segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Devocional - 2 de novembro

Nosso Pai, que procura aperfeiçoar em santidade os seus santos, sabe quanto vale o fogo do refinador. É com os metais mais preciosos que o avaliador de metais gasta mais tempo. Ele os submete ao fogo forte porque esse fogo derrete o metal, e é só a massa derretida que solta os metais interiores que estejam na liga; e também toma perfeitamente a nova forma do molde. O refinador experiente nunca sai de perto do cadinho, mas senta-se ao lado dele, para que porventura um grau excessivo de calor não venha a danificar o metal. Mas logo que retira da superfície a última escória e vê ali refletido o seu próprio rosto, ele apaga o fogo. Arthur T. Pierson

Nenhum comentário:

Postar um comentário