domingo, 26 de outubro de 2014

Devocional - 25 de outubro

Graça! O que é graça?
Muito se tem ensinado sobre fé, mas todo conhecimento sobre fé, precisa estar alicerçado sobre uma clara compreensão sobre a graça. Muitos acham que a graça é o favor imerecido de Deus, e é também, mas a graça é muitomais do que isso. Graça é o poder de Deus para satisfazer nossas necessidades, sem nenhum custo para nós. Ela é recebida muito mais pelo crer do que pelo esforço humano, sacrifício ou boas obras. Nenhum de nós merece coisa alguma do Senhor. A Palavra de Deus diz que todos pecaram e carecem da glória de Deus. Todos nós herdamos de Adão e Eva um corpo de pecado e sabemos que na carne não habita bem algum. Mas Deus olhou para nós e através de sua graça, misericórdia, poder e amor; nos ofereceu, seu único Filho. Ele deu como um presente, mas precisamos recebê-lo. Mas até para recebê-lo precisamos de sua graça. (Ef 2:8-9) Mas pela graça de Deus vocês são salvos, por meio da fé. Isso não vem de vós, mas é um presente de Deus. A salvação não é o resultado dos esforços de vocês, por isso ninguém pode se orgulhar de tê-la (BLH). Muitos acham que se fizerem sacrifícios, pagarem promessas, fizerem caridade, ajudando o próximo alcançarão o favor de Deus. Engano. A salvação, as bênçãos de Deus não podem ser compradas pelo homem. Não é por obras. Mas depois de salvos devemos nos dedicar as boas obras. Então, parou por aí? Recebemos a salvação, nos dedicamos as boas obras e acabou? Não, vamos voltar a 2 Pedro 3:18. Depois de salvos precisamos crescer, precisamos ser aperfeiçoados, precisamos de transformação. Aí começa um longo processo que é o processo de santificação. Mas até para o crescimento precisamos da graça de Deus.
Aqui está um ponto chave. Onde muita gente cai, muita gente se frustra e se desvia. Nenhum de nós pode mudar a si mesmo. Mas depois de salvos queremos andar com as nossas próprias pernas. O Espírito Santo que passa a habitar em nós começa anos convencer de pecado, mas em vez de confiarmos nele, orando e dependendo de sua graça para sermos transformados, queremos fazer sozinhos aquilo que é obra dele. Outra coisa muito importante é que além de tentar mudar a nós mesmos queremos mudar nossos familiares e todos a nossa volta. E como não conseguimos pelas nossas próprias forças, ficamos frustrados. Precisamos estabelecer a diferença entre tentar e confiar.Tentar é se esforçar para conseguir algo pelos nossos próprios meios e esforço humano. Não que seja errado se esforçar, mas todo esforço tem que ser feito na dependência da graça e poder de Deus. Paulo disse “tudo posso naquele que me fortalece” quando percebermos em nós uma fraqueza devemos acreditar que o poder de Deus se aperfeiçoa na nossa fraqueza. Devemos crescer na graça e no conhecimento do Senhor. Nosso esforço tem que estar concentrado na oração e estudo da Palavra de Deus. O Espírito Santo vai usar a Palavra para nos ajudar no crescimento, na transformação e na edificação da nossa fé. Mas além de tudo devemos ser totalmente dependentes da graça de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário