quinta-feira, 31 de julho de 2014

Devocional - 30 de julho

Cuidado para que ninguém vos venha enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme as tradições dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; ... (Cl 2:8).
A igreja de Colossos estava sendo assolada por algumas heresias que estavam sendo introduzidas nela. Na sua carta aos colossenses o apóstolo Paulo refuta alguns desvios:
- Estrita obrigação a algumas comidas e bebidas;
- Negação da humanidade de Cristo;
- Afastamento da supremacia de Cristo e sua suficiência para todos;
- "Superconhecimento" de Cristo, jactando-se de sabedoria e percepções adicionais;
A heresia descrita é muito persuasiva (Cl 2:4); está baseada em tradições humanas, ao invés de fundamentar-se nas revelações divinas (v 8);é legalista (v 16); envolve adoração de anjos, é mística com visões e revelações (v 18); e apela para o asceticismo (v 23). Esses grupos (ou igrejas), pretendem santificar os cristãos por meio de seu próprio conhecimento e filosofia, com prática de cerimônias rituais. Paulo assegura que a verdadeira fé repousa sobre Cristo, e em Cristo somente.
Pare para pensar. "Não vemos muitos destes desvios nos dias de hoje também?"
Paulo iniciou a sua defesa contra as heresias dos colossenses, explicando que a plenitude de Deus, não está reservada a apenas poucos seletos, como os gnósticos proclamavam referindo à suposta superioridade de conhecimento defendida por eles. Tal conhecimento outrora oculto, hoje é disponível a qualquer um que sinceramente procura a Deus.
O mistério revelado é "Cristo em vós a esperança da glória". (Cl 1:27). A pregação exercida com fidelidade previne heresias e ensina a verdade de Cristo. Dessa forma, os cristãos podem ser apresentados perfeitos a Deus, não por mérito próprio, mas em Cristo. Este mistério, antes oculto é agora revelado. A nova vida e a força dos cristãos vêm por estar "em Cristo" e não por causa de observâncias exteriores

Nenhum comentário:

Postar um comentário