sexta-feira, 25 de julho de 2014

Devocional - 25 de julho

ABANDONO, UMA DOR AVASSALADORA
Há muitas pessoas com a alma ferida porque foram abandonadas pelos pais, pelo cônjuge, pelos filhos, pelos amigos, pelos irmãos. A infidelidade é como uma punhalada nas costas. É um ato clamoroso de ingratidão. Não é fácil ser abandonado por alguém em quem você investiu sua vida. Não é fácil ser abandonado quando você mais precisa dessa pessoa. Não é fácil ser abandonado no final da caminhada, quando você mais precisa de um ombro amigo. O apóstolo Paulo, no final da sua vida, preso em Roma pela segunda vez, foi abandonado por Demas (2Tm 4.10). Hoje, há muitas pessoas que vivem esse drama amargo do abandono. O nosso consolo é que o nosso Deus jamais abandona aqueles que nele se refugiam. Mesmo quando os homens nos decepcionam e nos abandonam, Deus nos acolhe. Podemos ser abandonados pelos homens ingratos, mas jamais pelo Deus da graça; podemos ser abandonados pela terra, mas jamais pelo céu!
Hernandes Dias Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário