sexta-feira, 30 de maio de 2014

Devocional - 30 de maio



Precisamos ter essa consciência de que nenhuma condenação há para nós. Todos os nossos pecados do passado, do presente e do futuro foram pagos por Jesus. O pecado não tem mais domínio sobre nós, mas ainda podemos pecar. E se pecarmos temos um advogado que defende a nossa causa no julgamento. Ele não pede ao Pai para nos considerar inocentes, mas Ele pede ao Pai para nos perdoar por causa do sacrifício dele na cruz. Por causa do sacrifício de Jesus podemos ter acesso ao trono da graça, Ele se compadece das nossas fraquezas e nos acolhe com sua misericórdia (não nos pune, não nos castiga, não nos dá o que merecemos) e então achamos graça (favor imerecido, perdão, consolo, fortalecimento, crescimento espiritual) para socorro em momento oportuno. Estamos libertos da culpa e do castigo do pecado, mas precisamos continuar lutando contra o pecado, durante nossa vida na terra. Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? É Cristo quem morreu ou antes, quem ressuscitou, o qual está a direita de Deus Pai e intercede por nós. Esta é a segurança de que nada pode separar os cristãos do amor de Deus. Cristo intercede continuamente pelos cristãos em lugar onde libertação substitui condenação. (1Jo 2:1-2).


Nenhum comentário:

Postar um comentário