segunda-feira, 7 de abril de 2014

Devocional - 7 de abril

"Se tenho que gloriar-me, gloriar-me-ei no que diz respeito à minha fraqueza [...] para que sobre mim repouse o poder de Cristo" 1Co 11:30; 12:9
Quem poderá nos separar do amor de Cristo? Será tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez, perigo ou espada? Em todas essas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou (Rm 8:35,37). Tudo posso naquele que me fortalece (Fp 4:13). O cristão deve estar contente, não com as circunstâncias, mas nas circunstâncias. O andar com Deus nos ensina a estar em paz e alegres com qualquer coisa, vivendo apesar das coisas, sem se afligido pelas circunstâncias. Estas coisas, vos tenho dito, para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições, mas tendes bom ânimo; eu venci o mundo (Jo 16:33). Jesus venceu a tentação, o poder do pecado e a morte e temos nele um sumo sacerdote que se compadece de nossas fraquezas e nos convida a achegarmo-nos confiadamente ao seu trono da graça, a fim de recebermos sua misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna (Hb 4:15,16).
Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus... (Rm 8:28. Deus governará mesmo diante de tragédias causadas pela presença do pecado no mundo, para alcançar o seu propósito na vida daqueles que o amam e que têm respondido ao seu chamado. A falha no viver cristão é resultado da falha no uso apropriado do poder de Cristo na vida diária. A nossa força vem por "estar em Cristo" e não por observâncias exteriores. Em tudo dai graças... (1Tes 5:18). Duas coisas deveriam capacitar os cristão a dar graças em todas as coisas: perceber o propósito benéfico de cada provação e ter sentimento íntimo de paz e alegria que vem do Pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário