sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Devocional - 21 de fevereiro

Será que todos os caminhos levam a Deus? Este é o pensamento de muita gente, mas infelizmente estão equivocadas. Religião não é o caminho que leva a Deus, filosofias, placas de igrejas, padres, pastores, não são caminhos que levam a Deus.Todavia, quando Jesus diz: “Eu sou o caminho e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão através de mim” (João 14.6), ele está fazendo uma declaração, a qual não abre o mínimo espaço para qualquer ideia pluralista-relativista no que diz respeito à questão salvífica. Os substantivos “caminho”, “verdade” e “vida”, no texto original grego, estão todos precedidos pelo artigo (Jesus é “o” caminho, “a” verdade e “a” vida), fato este que exclui automaticamente a existência de uma pluralidade de “caminhos”, “verdades” e “vidas” que possam conduzir alguém ao Pai. Some-se a isto ainda o seguinte: na expressão “ninguém vem ao Pai senão através de mim”, a conjunção grega traduzida corretamente por “senão” (do grego, ei mé) também aponta para a exclusividade de Jesus como “único caminho” que nos conduz a Deus e, conseqüentemente, à salvação. Quando a Palavra de Deus diz que Ele é o único mediador entre Deus e os homens, está dizendo a mesma coisa. Ele faz a ponte, Ele interliga Deus e o homem.
Esse pensamento pode até soar como arrogante, pretensioso e fundamentalista para muitas pessoas, porém, não podemos fazer concessões, negociatas e barganhas de nenhuma espécie com a verdade do Evangelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário